'

sexta-feira, 30 de outubro de 2015


 “Deus mudou o teu caminho até juntar com o meu e guardou a tua vida separando-a para mim. Para onde fores, irei onde tu repousares, repousarei. Teu Deus será o meu Deus. Teu caminho o meu será.”



Rute 1:16-17
“Eu peço a Deus tudo o que eu quero e preciso. É o que me cabe. Ser ou não ser atendida, isso não cabe a mim, isso já é matéria-mágica que se me dá ou se retrai. Obstinada, eu rezo. Eu não tenho o poder. Tenho a prece.”

Clarice Lispector

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

"Amar talvez seja isso...
Descobrir o que o outro fala mesmo quando ele não diz."


Pe. Fábio de Melo

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

"Não é raro, tropeço e caio. Às vezes, tombo feio de ralar o coração todinho. Claro que dói, mas tem uma coisa: a minha fé continua em pé."
Caio Fernando Abreu

terça-feira, 27 de outubro de 2015


“Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos, ou qualquer coisa... Venha a mim com corpo, alma, vísceras, tripas e falta de ar...” 


Marla de Queiroz

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

"A gente se apertou um contra o outro. A gente queria ficar apertado assim porque nos completávamos desse jeito, o corpo de um sendo a metade perdida do corpo do outro."


Caio Fernando Abreu

domingo, 25 de outubro de 2015

"O tempo, de vento em vento, desmanchou o penteado arrumadinho de várias certezas que eu tinha, e algumas vezes descabelou completamente a minha alma. Mesmo que isso tenha me assustado muito aqui e ali, no somatório de tudo, foi graça, alívio e abertura. A gente não precisa de certezas estáticas. A gente precisa é aprender a manha de saber se reinventar."


Ana Jácomo

sábado, 24 de outubro de 2015

“Se ao menos eu pudesse escrever alguma coisa que me explicasse essa falta, esse excesso de alma, essa sede de ventania,
essa taquicardia...”


Marla de Queiroz

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

"Ultimamente eu tenho sentido uma vontade louca de você. Vontade de cantar você, vontade de sorrir você, de sonhar você, vontade de amar você. E em meio a tanta fuga do concreto, venho descobrindo através do abstrato que pra sentir o meu eu, eu só preciso sentir o meu você."


Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

"Eu não estou triste.

Só estou fazendo silêncios.

Só estou me recolhendo.

Só estou amanhecendo,

por dentro."

Priscila Rôde 
❝Apenas nós levamos na bagagem da vida a nossa melhor parte, e o nosso mais bonito lado: o de dentro. ❞


Bibiana Benites

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

"Abra os olhos. Há encantos escondidos por toda parte. Presta atenção. São miúdos, mas constantes."


Per. Fábio de Melo

terça-feira, 20 de outubro de 2015

" Mas dá um frio na barriga, um tremor, um medo de depender de alguém, de sofrer, de escolher errado, de lutar por algo que não vale a pena. Porque o coração nem sempre é mocinho. Foi por isso que corri, tentei fugir, mas quando tem que ser, não adianta, será."


Caio Fernando Abreu

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

“Gosto do que é doce, antigo, do que está fora de uso. Tenho vinte e muitos anos, uma coleção de interrogações e desconfio que a menina em mim não quer partir...”

Yohana Sanfer

sábado, 17 de outubro de 2015

(...)e nós que morávamos um no outro, ficamos sem casa. Perdoe a falta de abrigo, é que agora eu moro no caminho.


Marla de Queiroz

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

"O médico perguntou:
— O que sentes?
E eu respondi:
— Sinto lonjuras, doutor. Sofro de distâncias. "



Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

“Acho que, se esse ainda não é o caminho certo, pelo menos é o mais bonito por enquanto... E o que me deixa mais inteira, a cada passo. E fico pensando enquanto avanço: eu amo construir a mesma estrada com você. Eu amo morar no teu abraço.”


 Marla de Queiroz

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

“Que os sensíveis sejam também protegidos. Que sejam protegidos todos os que veem muito além das aparências. 
Todos os que ouvem bem pra lá de qualquer palavra. 
Todos os que bordam maciez no tecido áspero do cotidiano.”


Ana Jácomo

terça-feira, 13 de outubro de 2015

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Oração Nossa Senhora da Conceição Aparecida

"Ó incomparável Senhora da Conceição Aparecida. Mãe de meu Deus, Rainha dos Anjos, Advogada dos pecadores, Refúgio e Consolação dos aflitos e atribulados, ó Virgem Santíssima; cheia de poder e bondade, lançai sobre nós um olhar favorável, para que sejamos socorridos em todas as necessidades.
Lembrai-vos, clementíssima Mãe Aparecida, que não se consta que de todos os que têm a vós recorrido, invocado vosso santíssimo nome e implorado vossa singular proteção, fosse por vós algum abandonado.
Animado com esta confiança a vós recorro: tomo-vos de hoje para sempre por minha mãe, minha protetora, minha consolação e guia, minha esperança e minha luz na hora da morte.
Assim pois, Senhora, livrai-me de tudo o que possa ofender-vos e a vosso Filho meu Redentor e Senhor Jesus Cristo. Virgem bendita, preservai este vosso indigno servo, esta casa e seus habitantes, da peste, fome, guerra, raios, tempestades e outros perigos e males que nos possam flagelar. Soberana Senhora, dignai-vos dirigir-nos em todos os negócios espirituais e temporais; livrai-nos da tentação do demônio, para que, trilhando o caminho da virtude, pelos merecimentos da vossa puríssima Virgindade e do preciosíssimo Sangue de vosso Filho, vos possamos ver, amar e gozar na eterna glória, por todos os séculos dos séculos. Amém."

sábado, 10 de outubro de 2015

"Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras.
Sou irritável e firo facilmente.
Também sou muito calma e perdoo logo.
Não esqueço nunca.
Mas há poucas coisas de que eu me lembre."


Clarice Lispector

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

"O amor tem o poder de prolongar as distâncias.
Os passos perdem a pressa. Chegar não é mais importante.
O encanto está no ir. Um ir eterno, sem destino, sem tréguas.
Um chegar que não chega nunca."


Pe. Fábio de Melo

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

"Hoje estou melancólica e suspirosa, choveu muito, a água invadiu
este porão de lembranças, bóiam na enxurrada a caminho do rio.
Deixo que naveguem, pois não as perderei.
O rio é dentro de mim".


Adélia Prado

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

"O que revela a nossa força não é sermos imbatíveis, incansáveis, invulneráveis. É a coragem de avançar, ainda que com medo. É a vontade de viver, mesmo que já tenhamos morrido um pouco ou muito, aqui e ali, pelo caminho. É a intenção de não desistirmos de nós mesmos, por maior que às vezes seja a tentação. São os gestos de gentileza e ternura que somente os fortes conseguem ter."


Ana Jácomo

domingo, 4 de outubro de 2015

"Não sou boa com números. Com frases-feitas. E com morais de história. Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável. Almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto. Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade que não passa. Uma palavra que nunca dorme. Quer um bom desafio? Experimente gostar de mim. Não sou fácil. Não coleciono inimigos. Quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua. Me irrito fácil. Me desinteresso à toa. Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo. Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. E - sem saber - busco respostas que não encontro aqui. Ontem, eu perdi um sonho. E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir... Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera. E chega mais perto de ser quem - na verdade - a gente é."


Fernanda Mello
"Senhor, dai-me força para mudar o que pode ser mudado...
Resignação para aceitar o que não pode ser mudado...

E sabedoria para distinguir uma coisa da outra."



São Francisco de Assis

sábado, 3 de outubro de 2015

"Eu pensei
que pudesse esquecer
certos velhos costumes
Eu pensei
que já nem me lembrasse
de coisas passadas

Eu pensei
que pudesse enganar
a mim mesma dizendo
que essas coisas da vida em comum
não ficavam marcadas

Não pensei
que me fizessem falta
umas poucas palavras
dessas coisas simples
que dizemos antes de dormir

De manhã
o bom dia na cama
a conversa informal
o beijo depois o café
o cigarro e o jornal

Os costumes me falam de coisas
de fatos antigos
não me esqueço das tardes alegres
com nossos amigos

Um final de programa
fim de madrugada
o aconchego na cama
a luz apagada
essas coisas
só mesmo com o tempo
se pode esquecer

E então eu me vejo sozinha como estou agora
e respiro toda a liberdade
que alguém pode ter

De repente ser livre
até me assusta
me aceitar sem você
certas vezes me custa
como posso esquecer dos costumes
se nem mesmo esqueci de você"


Roberto Carlos / Erasmo Carlos

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

"Não me prendo a nada que me defina. sou companhia, mas posso ser solidão. tranqüilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer… Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato. Ou toca, ou não toca."


Clarice Lispector

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

“Percebi que a única coisa
necessária era unir-me mais a
Jesus, e o resto me seria dado de
acréscimo.” 


Santa Teresinha do Menino Jesus