'

quarta-feira, 12 de agosto de 2015


"Você não existe. Eu não existo.
Mas estou tão poderoso na minha sede que inventei a você para matar a minha sede imensa.
Você está tão forte na sua fragilidade que inventou a mim para matar a sua sede exata.
Nós nos inventamos um ao outro porque éramos tudo o que precisávamos para continuar vivendo.
E porque nos inventamos um ao outro, porque éramos tudo o que precisávamos, para continuar vivendo.
E porque nos inventamos, eu te confiro poder sobre o meu destino e você me confere poder sobre o teu destino.
Você me dá seu futuro, eu te ofereço meu passado.
Então e assim, somos presente, passado e futuro.
Tempo infinito num só, esse é o eterno."



Caio Fernando Abreu

8 comentários :

  1. Oi Gigi,
    Que linda prosa poética.
    Nós apenas sonhamos tudo isso quando por nossa causa deixamos escapulir das nossas mão um grande e verdadeiro amor.
    Beijo no coração
    Dorli

    ResponderExcluir
  2. As vezes a gente inventa para ser mais feliz.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, nossa mente criativa sonha e realiza, nos inventamos e nos consolidamos.
    AG

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga,vim retribuir sua carinhosa visita ao meu cantinho.
    Fiquei feliz por seguir-me!!!
    Obrigada,volte sempre e pegue o meu selinho de agradecimento!

    Beijos Marie.

    ResponderExcluir
  5. Tempo infinito num só, gostei.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderExcluir
  6. Adorei seu blog.

    Se quiser me visite.


    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  7. Oi Gigi
    Nossa que saudade de passar por aqui,vou te visitar sempre

    bjos e lindo dia

    http://framboesafashionista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir