'

domingo, 19 de julho de 2015

“Não sei, até hoje não sei se o príncipe era um deles. Eu não podia saber, ele não falava. E, depois, ele não veio mais. Eu dava um cavalo branco para ele, uma espada, dava um castelo e bruxas para ele matar, dava todas essas coisas e mais as que ele pedisse, fazia com a areia, com o sal, com as folhas dos coqueiros, com as cascas dos cocos, até com a minha carne eu construía um cavalo branco para aquele príncipe. Mas ele não queria, acho que ele não queria, e eu não tive tempo de dizer que quando a gente precisa que alguém fique a gente constrói qualquer coisa, até um castelo.”


Caio Fernando Abreu

5 comentários :

  1. Oi Gigi,
    lindo trecho, o Caio um grande jornalista, dramaturgo e escritor, ele escrevia num estilo econômico e bem pessoal.
    Aproveitando vim te conhecer através do Blog da Bel e fico por aqui com você.

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Lindo Gigi.
    Bjs e um ótimo final de domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Amigo é um presente de Deus
    Quando, encontramos um Amigo leal e sincero, com ele completamos nosso par de asas, e então alçamos voo, e aos pés do Criador, rendemos graças pelo bem recebido. Ter um amigo, é uma benção, é um presente de Deus.
    FELIZ DIA DO AMIGO.


    ResponderExcluir